26/09/10

Não entendo!!!

Não entendo, este sabado fiquei de boca aberta, alterou completamente a minha prespectiva do ciclismo.
Ate agora pensava que a gratificação de tanto treinar e de suportar a dor e desconforto das corridas seria no fim fazer uma classificação de que me orgulhe, que me de satisfação pessoal e se possivel ir ao podio receber algo simbolico uma forma de premiar o esforço. mas vou ter de alterar a minha forma de ver o ciclismo desde que no passado sabado participei numa prova muito bem organizada,com um traçado e segurança que respeita os ciclistas, como poucas..
Mas no fim da prova quando me dirigi para o podio para aplaudir com desportivismo os adversarios, metade destes não apareceram!!! evaporanram-se!! deixando uma camisola de campião regionais penduradas !!! segundos e terceiros lugares por reclamar!! premio das metas volantes por entregar!!! equipas evaporam-se do local deixando apenas um elemento para tras!!!

07/08/10

PULSEIRA DO EQUILÍBRIO Parte 3

Após uns dias em que coloquei um anuncio em sites da especialidade, com os mesmos dizeres do post anterior, tive duas propostas de compra e vários pedidos de informações...
Também a RTP fez uma reportagem sobre a proliferação destas pulseiras no ciclismo, o que só vem confirmar a minha teoria, as pessoas pagam o que for preciso quando lhes dizem toma isto ou usa isto que vais andar mais.
Agora quem mais me surpreendeu foi o nosso caro presidente da federação portuguesa de ciclismo, alguém que tem o titulo de doutor, mas este penso mesmo que estudou para isso. A utilizar essa mesma pulseira, das duas uma, ou utiliza por solidariedade, para se sentir integrado na volta já que por lá tanta gente tem as pulseiras ou como um bom Doutor toma decisões sem primeiro investigar, consultar estudos e exames e toma decisões emocionais e não racionais.

29/07/10

PULSEIRA EQUILIBRIO PARA CICLISTAS

Esqueçam o meu post anterior, venho por este meio anunciar uma nova revolução no ciclismo, com uma pulseira do equilíbrio especialmente desenvolvida para ciclismo , uma versão melhorada da Power Balance.
Caracteristicas:
Bracelete em fibra de carbono com design anatómico perfurado para reduzir peso 5g.
Holograma de energia quântica desenvolvido para melhorar a hidratação e tempo de recuperação,aumento de potencia em watts entre 10 a 15%,
Aumento equilíbrio nas curvas e segurança nas descidas
ligação por campo magnetico ao pulsometro para uma visualização mais correcta das pulsações.
tudo isto por apenas 25€, mais informações e encomendas deixem um comentário...

BANHA DA COBRA



Já a alguns meses que comecei a ver algumas referencias e alguns atletas a utilizar esta pulseira, na altura achei piada mas nunca pensei que tanta gente acabasse a utilizar isto. esta pulseira é pura banha da cobra, vendem um pouco de borracha com o holograma igual as que temos nas notas de euro.
este esquema já existe a muito tempo e como todas as modas demora a chegar a Portugal mas já esta bem implantado inclusive já varias pessoas me dizem que andam a oferecer isto na selecção nacional de ciclismo , espero que as distribuam apenas pelo efeito psicológico, porque fisicos não tem nenhum.
Apenas lamento não ter sido eu a ter esta ideia, pois certamente enrriquecia a vender estas pulseiras que aliviam stress ajudam a recuperar , ganhos de 8% de força (bem, tem todos os beneficos que quiserem), custo de produçao 80 centimos a unidade e andam a vender por 25 a 30 euros. exelente negocio

26/07/10

19/05/10

A minha subida



deixo aqui um mapa interactivo da subida que fiz no passado dia 1 de maio a Senhora da Graça.

Para verem em mais pormenores basta carregar onde diz DETALHES, ai vão encontrar um replay da subida no sub-menu leitor.
Se aparecer os dados em milhas, tem no canto superior direito uma opção para converter para o sistema métrico.

De destacar os dados que mais me assustam, ter feito uma media de 190 pulsações durante toda a subida, e não e avaria do pulsometro, já por isso troquei um polar pelo garmim.

IV - Clássica U. D. A. Roda Quinchães - FAFE / Sª GRAÇA

Clas. Esc. Dorçal Nome Equipa Tempo

1 A 17 Carlos Jorge Pereira Bike World Racing Team 26;18
2 A 13 Fernando Costa Individual 27;31
3 A 116 Luis Silva Clube de Cicloturismo do Marco 28;36
4 A 12 Bruno Sousa Silva e Vinha - ADRAP Penafiel 29;37
5 A 23 Luis Manuel Ferreira Mendes Ribeiro União Desp Amigos da Roda Quinchães 29;37
6 A 3 Luis Carlos da Silva Ferreira União Desp Amigos da Roda Quinchães 30;00
7 A 110 Helder Rafael Soares Martins CC José Martins/Fafe-Sala Visitas do Minho 30;17
8 A 111 César Renato Soares Martins CC José Martins/Fafe-Sala Visitas do Minho 30;52
9 A 30 António Martinho ARC Junqueira Futebol Clube 31;19
10 A 28 Rui Novais Clube de Cicloturismo do Marco 32;16
11 A 21 Rafael Malheiro Pereira Individual 32;32
12 A 11 Leandro Miguel Alves Coelho M. Soares - Automoveis 32;40
13 A 120 António Ribeiro Clube de Cicloturismo do Marco 33;19
14 A 7 Marco Philippe da Silva Pinto Individual 34;45
15 A 20 Geraldo Orlando Ferreira Freitas União Desp Amigos da Roda Quinchães 35;35
16 A 24 Edgar Xavier Sanches Ferreira Individual 36;25
17 A 27 Alvaro Silva Individual 37;53
18 A 19 Jorge Manuel Pereira Ferreira Individual 38;21
19 A 25 Ricardo Leite Capital Bykes 39;03
20 A 103 Carlos Manuel Carneiro Fontes CC José Martins/Fafe-Sala Visitas do Minho 40;02
21 A 101 Bruno Manuel Silva Oliveira CC José Martins/Fafe-Sala Visitas do Minho 42;30


1 B 56 Hernani Goueia Individual 27;22
2 B 58 Paulo Jorge Oliveira Moreira Associação de Cicloturistas de Felgueiras 27;48
3 B 1 Manuel Pereira Rebelo União Desp Amigos da Roda Quinchães 27;48
4 B 34 Manuel Dias Tinoco C R C Camiliano 28;36
5 B 44 Julio Silva Capital Bykes 29;05
6 B 60 José Fernandes C. C. Braga 29;05
7 B 4 Sérgio Manuel Sousa Ferreira Moniz União Desp Amigos da Roda Quinchães 30;04
8 B 6 Salvador Bruno Lopes C. F. Pereira União Desp Amigos da Roda Quinchães 30;26
9 B 117 Gustavo Castro Clube de Cicloturismo do Marco 30;36
10 B 43 João Silva Capital Bykes 30;52
11 B 115 Rui Mendes Clube de Cicloturismo do Marco 30;52
12 B 40 Pedro Miguel Freitas Bike World Racing Team 31;19
13 B 46 Carlos Alberto Felgueiras Pires Grupo Desp. Torre de Dona Chama 32;16
14 B 57 José Pedro Leite Moreira Associação de Cicloturistas de Felgueiras 32;32
15 B 51 António Oscar Leite Castro União Desp Amigos da Roda Quinchães 33;00
16 B 121 António Cerqueira Clube de Cicloturismo do Marco 33;19
17 B 50 José Miguel Costa Oliveira União Desp Amigos da Roda Quinchães 33;46
18 B 42 Jorge Couto Individual 33;59
19 B 18 Paulo Nuno Moura Gonçalves União Desp Amigos da Roda Quinchães 34;24
20 B 54 Manuel Macedo Individual 34;24
21 B 122 Paulo Botelho Clube de Cicloturismo do Marco 37;14
22 B 49 Rui Américo Pereira Baessa Grupo Cicloturismo Fanzeres - Ciclo Cabanas 38;21
23 B 38 Filipe Sousa Associação Teatro Construção 39;03
24 B 10 Carlos Duarte Macedo De Oliveira União Desp Amigos da Roda Quinchães 40;02
25 B 45 Ricardo Filipe Castro Gonçalves União Desp Amigos da Roda Quinchães 40;02
26 B 9 Benigno Manuel Dias Marques União Desp Amigos da Roda Quinchães 40;02
27 B 53 Alexandre Costa Carmo Clube Cicloturismo Calvos 43;15
28 B 91 António Tavares Associação Moinho de Vermoim/Mari Flores 44;05
29 B 39 Mário Alves Silva e Vinha - ADRAP Penafiel 44;17
30 B 35 Nélson José de Sousa Individual 46;06
31 B 47 Carlos Sousa Grupo Cicloturismo Fanzeres - Ciclo Cabanas 46;24
32 B 66 José Gonçalves Clube de Cicloturismo do Marco 46;23


1 C 80 Carlos Moura Grupo Cicloturismo Fanzeres - Ciclo Cabanas 27;10
2 C 70 Oscar Manuel Henriques Sá M. Soares - Automoveis 27;42
3 C 72 Orlando Gabriel Nogueira Castro União Desp Amigos da Roda Quinchães 28;49
4 C 83 Adriano Pinto Clube de Cicloturismo do Marco 29;37
5 C 69 João Manuel Coelho Oliveira M. Soares - Automoveis 29;37
6 C 77 Emanuel Erik Garcia Grupo Desp. Torre de Dona Chama 30;04
7 C 85 Fernando Matos Moreira União Desp Amigos da Roda Quinchães 30;36
8 C 89 Jeronimo Carlos Dias Salgado Ciclos M. Miranda/Trijóias 30;52
9 C 96 Adélio Joaquim L. F. Couto C C R Moreira Conegos / Confecções Cruzeiro 30;52
10 C 95 António da Costa Rocha C C R Moreira Conegos / Confecções Cruzeiro 31;19
11 C 124 Joaquim Pinto Clube de Cicloturismo do Marco 31;34
12 C 75 José C. Pinto Capital Bykes 33;34
13 C 73 José Augusto Ferreira Machado União Desp Amigos da Roda Quinchães 31;50
14 C 67 Licinio Gomes Pereira M. Soares - Automoveis 32;32
15 C 93 Manuel Fernando Cunha Fernandes C C R Moreira Conegos / Confecções Cruzeiro 33;19
16 C 98 José Ferreira Associação Recriativa de Tuias 34;24
17 C 82 Manuel Nogueira Grupo Cicloturismo Fanzeres - Ciclo Cabanas 34;41
18 C 126 Joaquim Sousa Clube de Cicloturismo do Marco 35;21
19 C 76 José Manuel Agapito Grupo Desp. Torre de Dona Chama 35;38
20 C 114 João Servo Clube de Cicloturismo do Marco 35;53
21 C 97 Ramiro Sousa C C R Moreira Conegos / Confecções Cruzeiro 35;58
22 C 125 António M. Silva Clube de Cicloturismo do Marco 35;58
23 C 78 Luis Guimarães Grupo Cicloturismo Fanzeres - Ciclo Cabanas 36;25
24 C 71 Ernesto Ferreira Individual 37;30
25 C 123 Sérgio Pinto Clube de Cicloturismo do Marco 39;03
26 C 74 João Pedro Simões Marques Pinto Individual 39;03
27 C 68 José Manuel Pereira Castro Couto M. Soares - Automoveis 39;42
28 C 90 José Teixeira ARC Junqueira Futebol Clube 40;02
29 C 8 Joaquim Jorge Freitas Leitão União Desp Amigos da Roda Quinchães 40;02
30 C 79 Leonardo Morais Grupo Cicloturismo Fanzeres - Ciclo Cabanas 40;02
31 C 84 Albino Gonçalves Silva CC José Martins/Fafe-Sala Visitas do Minho 40;02
32 C 81 Julio Sousa Grupo Cicloturismo Fanzeres - Ciclo Cabanas 41;52
33 C 94 Joaquim Fernando Machado Almeida Assoc. Moinho Vermoim/Jaime Oculista 43;00
34 C 99 José Luís Freitas Magalhães Associação Desportiva Roladores de Basto 43;25
35 C 128 João Correia Clube de Cicloturismo do Marco 47;03
36 C 88 João Manuel Pinto Teixeira Clube Cicloturismo Calvos 55;24

07/04/10

Sr. Graça VS Viso


um click no gráfico para ampliar


Qual das montanhas a mais dura? viso ou senhora da graça?
Muitos já foram a Senhora da Graça mas poucos se atrevem a subir o viso pois a dureza desta subida supera em muito a Sr. da Graça.
por este grafico podem comparar as diferenças em altitudo com o pendente da subida. Para os que me acompanham desde o inicio mais uma vez passei o viso sem por o pé no chão, já para os estreantes que foram comigo nem todos o conseguiram. Uma volta destas só se faz uma vez no ano, duas vezes é para encostar a bicicleta por uns tempos...

Videos Volta a Maia 2010

Primeiros 3 classificados


chegada plotão




06/04/10

Volta ao Concelho da Maia em Ciclismo para Todos - 2010

Há terceira é de vez, após dois anos em que o percurso desta prova oscilou entre o ridículo e o absurdo este ano apresentou-se com um percurso decente, mais uma prova que começa a ganhar o seu espaço no ciclismo amador, mas que continua a ser muito mal tratada pelos agentes intervenientes, pelos comissários que tratam estas provas como uma coisa que o fazem por ser obrigados, resultando em classificações completamente desvirtuadas, e no caso mais grave do condutor do carro da organização que não conseguindo mandar nenhum amador ao chão não sai de la sem mandar um profissional ao tapete na corrida seguinte.
Em termos organizativos a prova vai-se consolidando sendo a primeira vez que me deu prazer participar nesta prova fico ansiosamente a espera da próxima e deixando aqui o meu apoio a organização
Vale ouvir algumas bocas das que não se gosta. desde que elas sirvam para um dia fazermos melhor.

24/03/10

Clássica Primavera (ciclismo para todos)

realizou-se no passado sábado a Clássica Primavera, uma das provas que considero ser das mais bonitas de se fazer pela variedade do percurso, mas fica este ano um sabor agridoce comparado com o ano passado, principalmente pelo valor cobrado pela inscrição 7.5 euros em comparação com os 0 (zero) euros do ano passado quando não ouve nenhuma alteração a nível organizativo. outro fator de algum desagrado embora menos importante, o ligeiro alterar de percurso que o tornou muito perigoso, estada com muitas curvas e piso em mau estado, precisamente nessa zona um colega meu foi vitima de viaturas a circular nessa parte do percurso provocando mais que uma queda.
embora o tempo não ajudou, e sempre uma prova de referencia no nosso calendario embora a sensação final que ficou foi amis uma prova pagae com condições piores que nos anos anteriores.

04/02/10

UVP - reacções

Temos uma federação que reage prontamente a uma situação criando regulamentos em dois ou três dias após os eventos ocorrem. esta reacção foi tomada devido as provas realizadas pelo grupo ciclocabanas .

Agora digo, quando alguma entidade cria novas regras não devem ser discutidas, consultadas as partes, e bem ponderadas...

UVP e o ciclismo para todos, Novas regras

CICLISMO PARA TODOS
RODA LIVRE
REGULAMENTAÇÃO

A UVP-FPC, confrontada com introdução de "competição" por parte de alguns dos Clubes filiados em vários passeios de cicloturismo, os quais levam a efeito as denominadas “Rodas livres” no final ou a meio dos mesmos, vem Regulamentar o seguinte:

1. O Clube ou Entidade que pretenda levar a efeito a “Roda livre”, terá obrigatoriamente que requisitar policiamento para o circuito a percorrer, sendo da sua responsabilidade o pagamento às forças policiais.

2. O Clube ou Entidade organizadora do evento, terá que fazer prova junto dos serviços administrativos da UVP-FPC até 48 horas antes da realização da “Roda livre”, que tem de facto todas as condições asseguradas para o efeito, sendo obrigatória a apresentação do documento comprovativo do pagamento às forças policiais requisitadas.

3. O circuito a percorrer para a “Roda livre”, não poderá ter mais do que 20% do total de Km de todo o percurso do passeio de cicloturismo e não poderão participar os filiados na UVP-FPC da área de competição.

4. É expressamente interdita a atribuição de prémios monetários aos vencedores, bem como a investidura de camisolas para os mesmos, sendo só permitida a entrega de um troféu simbólico relativo à sua participação no evento.

5. No caso de incumprimento destas regras básicas descritas anteriormente, é da total responsabilidade dos Clubes ou Entidades organizadoras, qualquer acidente pessoal ou com qualquer viatura que circule nos locais predefinidos para a realização da “Roda livre”.